There's a place in hell for me and my friends.
19:26 West Coast. 
23:58 thegoldeneternity:

Rene Magritte, The Vengeance.
23:52

«Os objectivos destes três grupos são absolutamente inconciliáveis. O objectivo da classe Alta consiste em permanecer onde está; o objectivo da Média, em trocar de posição com a Alta. O objectivo da classe Baixa, quando algum objectivo tem - pois a característica persistente da classe Baixa resume-se a ser de tal modo oprimida pela dureza do trabalho, que só de vez em quando toma consciência daquilo que é exterior à sua vida quotidiana -, consiste em abolir todas as distinções, criando uma sociedade onde todos os homens sejam iguais. E assim, ao longo da História, se repete vezes sem conta uma luta, nas suas grandes linhas sempre a mesma. Passam-se longos períodos em que a classe Alta se julga firme no poder, surgindo logo um momento em que os seus elementos perdem a confiança uns nos outros, ou a capacidade de governar com eficiência, ou ambas as coisas. São então destronados pela classe Média, que, no seu fingimento de estar a empreender a luta pela liberdade e pela justiça, consegue o apoio da Baixa. Mas mal atinge os seus objectivos, a classe Média volta a empurrar a Baixa para a antiga servidão, e converte-se ela própria em Alta. Ao fim de algum tempo, nova classe Média se formou, a partir de um dos outros grupos, ou de ambos, e tudo recomeça. Das três categorias, só a Baixa nunca consegue, ainda que temporariamente, atingir os seus objectivos. Seria exagero dizer que ao longo da História não tenha havido certo progresso material. Mesmo hoje em dia, no actual período de declínio, o ser humano vive, em média, materialmente melhor do que vivia há alguns séculos. Mas nenhum acréscimo de riqueza, nenhum abrandamento dos costumes, nenhuma reforma ou revolução fizeram recuar um milímetro sequer a desigualdade humana. Do ponto de vista da classe Baixa, as mudanças histórias pouco mais representam que a mudança de nome dos chefes. (…) Surgiram então escolas de pensamento que interpretam a História como um processo cíclico, procurando demonstrar que a desigualdade era uma das leis inalteráveis da vida humana. Tal doutrina, naturalmente, nunca deixou de ter adeptos, mas o modo como está hoje apresentada representa uma mudança significativa. Antigamente, a necessidade de sociedades hierarquicamente organizadas consignava uma doutrina específica da classe Alta. Quem a pregava eram, por um lado, os reis e os aristocratas e, por outro, grupos parasitários como os sacerdotes e os advogados, adoçando-a, regra geral, com promessas de compensação num mundo imaginário além-túmulo. A classe Média, enquanto lutou pelo poder, recorreu sempre a termos como liberdade, justiça, fraternidade. Mas recentemente, porém, o conceito de fraternidade humana começou a ser tomado de assalto por grupos que não se encontravam ainda em posições de chefia, mas esperavam ocupá-las muito em breve. No passado, a classe Média fazia revoluções sob a bandeira da igualdade, a fim de instaurar novas tiranias logo que as antigas caíam. Os grupos médios recentes, em contrapartida, proclamaram antecipadamente a sua tirania. O socialismo, teoria do início do século XIX, e que constituiu o último elo de uma cadeia de pensamento que remonta às revoltas de escravos da Antiguidade, mostrou-se ainda fortemente impregnado do utopismo antigo (…)» 1984

23:30
23:28

'Take me out tonight, where there’s music and there’s people, and they’re young and alive, driving in your car I never never want to go home, because I haven’t got one, anymore. Take me out tonight, because I want to see people and I want to see life. Driving in your car, oh please don’t drop me home, because it’s not my home, it’s their home, and I’m welcome no more. And if a double-decker bus, crashes into us, to die by your side is such a heavenly way to die. And if a ten-ton truck kills the both of us, to die by your side, well, the pleasure - the privilege is mine Take me out tonight. Take me anywhere, I don’t care I don’t care, I don’t care, and in the darkened underpass, I thought oh God, my chance has come at last, (But then a strange fear gripped me and I Just couldn’t ask) Take me out tonight, oh, take me anywhere, I don’t care I don’t care, I don’t care. Driving in your car, I never never want to go home because I haven’t got one.And if a double-decker bus crashes into us, to die by your side Is such a heavenly way to die, and if a ten-ton truck kills the both of us, to die by your side, well, the pleasure - the privilege is mine. Oh, there is a light and it never goes out, there is a light and it never goes out, there is a light and it never goes out, there is a light and it never goes out, there is a light and it never goes out, there is a light and it never goes out, there is a light and it never goes out, there is a light and it never goes out, there is a light and it never goes out.’      

11:44
19:32

Alone In Kyoto by Air
00:30
23:40

'Se o Sr. Wilde agiu, como estou convencida que sim, como a personagem de Lord Henry Wotton em relação a si, eu nao poderia ter dele uma impressão diferente da que tenho, a do assassino da sua alma' Lady Queensberry

00:10
18:25 salvadordali-art:

The Triangular Hour, 1933
Salvador Dali 
18:24

Uma verdade em arte é aquela cuja contraditória é igualmente verdadeira.

22:53
22:29
- Do you even like jazz - or was that something for my benefit?